O Impacto da Musculação na Flexibilidade

glow 4 de Maio de 2011Artigos

Desde os tempos mais antigos até os dias atuais algumas pessoas, inclusive atletas acreditam que a prática regular da musculação pode interferir negativamente na flexibilidade (FLECK e KRAEMER, 2006; FLECK e SIMÃO, 2008). A flexibilidade pode ser definida como a capacidade de um indivíduo realizar movimentos com grande amplitude (WEINECK, 2003). De fato, alguns levantadores de peso apresentam níveis de flexibilidade abaixo da média na articulação do ombro devido à grande massa muscular presente em volta desta região (FLECK e SIMÃO, 2008). Nesta situação os níveis elevados de massa muscular prejudicariam o movimento nesta articulação (FLECK e SIMÃO, 2008). Sendo assim, a maior massa muscular gera apenas uma limitação mecânica na movimentação (WEINECK, 2003). No entanto, deve-se entender que a maioria dos praticantes de musculação não apresenta um potencial genético adequado para desenvolver elevados níveis de massa muscular que possam vir a interferir negativamente na flexibilidade (FLECK e SIMÃO, 2008).

Alguns estudos na literatura relatam que a prática da musculação pode manter ou elevar os níveis de flexibilidade (FLECK e KRAEMER, 2006; FLECK e SIMÃO, 2008), sendo que a modalidade deve contemplar a amplitude total dos movimentos na maioria dos exercícios respeitando a integridade das articulações, sem enfatizar repetições parciais em demasia (FLECK e SIMÃO, 2008). BARSOSA e COLABORADORES (2002) realizaram um estudo no qual mulheres idosas inativas com idade entre 62 e 73 anos foram submetidas a dez semanas de musculação. Ao final deste período ocorreu um aumento nos escores do teste de sentar e alcançar, constatando elevação nos níveis de flexibilidade após a intervenção. FATOUROS (2002) investigaram a influência do treinamento aeróbio, musculação e da combinação entre estes em homens idosos inativos com idade entre 65 e 78 anos. Foi demonstrado aumento nos níveis de flexibilidade no grupo que treinou apenas musculação. A maior parte dos estudos verificando a influencia da musculação na flexibilidade avaliou apenas sujeitos idosos.

O nível de aptidão física e a idade da amostra parecem influenciar nas respostas obtidas (FLECK e SIMÃO, 2008). MONTEIRO e COLABORADORES (2007) submeteram mulheres adultas jovens e inativas a dez semanas de treinamento de musculação em circuito por três sessões semanais. Os resultados do estudo demonstraram maiores aumentos nos níveis de flexibilidade na articulação do ombro, coluna e quadril. As articulações do cotovelo e joelho apresentaram ganhos pouco expressivos. Sendo assim, a musculação pode concorrer para a melhoria da flexibilidade em função de envolver grandes amplitudes de movimento, sobretudo em indivíduos sedentários (FLECK e SIMÃO, 2008). Os dados deste estudo suportam a hipótese de que exercícios específicos de alongamento não são necessários nas primeiras semanas de treinamento para que ocorram ganhos de flexibilidade (FLECK e SIMÃO, 2008). No entanto, MONTEIRO e COLABORADORES (2007) sugerem que futuros estudos devam ser realizados com o intuito de verificar a influencia do treinamento de musculação em longo prazo nos níveis de flexibilidade em indivíduos sedentários e treinados. Uma recomendação bastante interessante de TEIXEIRA e GUEDES (2009) indica que o treinamento de flexibilidade deve ser realizado separado da sessão de musculação caso o intuito do praticante seja elevar os níveis de flexibilidade além daqueles proporcionados pela execução dos exercícios de musculação.

Um princípio bastante interessante do treinamento afirma que quanto menos treinado é um sujeito, maior é a magnitude dos ganhos observados (PRESTES e COLABORADORES, 2010). Sendo assim, parece que quanto menores são os níveis de flexibilidade, maiores são os ganhos desta valência física com o treinamento de musculação. Com o passar do tempo de treinamento o indivíduo vai chegando mais próximo do seu potencial genético, reduzindo os ganhos decorrentes do processo de treinamento. A idade é uma variável que promove influencia no resultado dos estudos, uma vez que com o seu avanço ocorre uma concomitante queda nos níveis de flexibilidade (WEINECK, 2003). Além disso, os níveis de sedentarismo apresentam uma relação direta com o avanço da idade. Logo, indivíduos idosos apresentam aumento nos níveis de flexibilidade devido aos menores níveis desta valência física observados anteriormente a prática da musculação.

Desta forma, fica bem claro que o treinamento de musculação pode resultar em aumento nos níveis de flexibilidade, contrariando a afirmação de que a sua prática pode reduzir esta valência física. Sendo assim, prejuízos na flexibilidade podem ser observados apenas em atletas que possuem um grande volume muscular em torno da articulação, o que acarreta uma limitação mecânica na movimentação.

Referências Bibliográficas

(BARBOSA e COLABORADORES, 2002) – Effects of resistance training on the sit- and- reach test in elderly woman – Journal of Strenght and Conditioning Research.
(FATOUROS, 2002) – The effects of strenght training, cardiovascular training and their combination on flexibility of inactive older adults. International Journal of Sports Medicine.
(FLECK e KRAEMER, 2006) – Fundamentos do Treinamento de Força Muscular – Editora Artmed.
(FLECK e SIMÃO, 2008) – Princípios Metodológicos para o Treinamento – Phorte Editora.
(MONTEIRO e COLABORADORES, 2007) – Influence of strenght training on adult women´s flexibility. Journal of Strenght and Conditioning Research.
(PRESTES e COLABORADORES, 2010) – Prescrição e Periodização do Treinamento de Força em Academias – Editora Manole.
(TEIXEIRA e GUEDES, 2009) – Musculação: Desenvolvimento Corporal Global – Phorte Editora.
WEINECK (2003) – Treinamento Ideal – Editora Manole.

brunnoarnaut.blogspot.com

A TUA LOJA DE NUTRIÇÃO DESPORTIVA

Slnutrition

A Slnutrition é um novo conceito no mercado dos suplementos nutricionais e materiais desportivos, comercializando produtos nutricionais de alta qualidade dando resposta às exigências dos clientes e atletas que possui. Visita uma a nossa lojas e ve as promoções que temos para ti.

Categorias

Maio 2011
S T Q Q S S D
« Abr   Jun »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
© 2013 - news.slnutrition.com. All Rights Reserved. Powered by Wordpress and Design by We Create Web Designs